Riscos de medicamentos para disfunção erétil

Muitos homens que apresentam disfunção erétil tentam tratar desse problema sem o acompanhamento médico devido.

É comum que eles recorram à farmácia para comprar estimulantes, o que é muito perigoso: até mesmo infarto pode ser um dos efeitos colaterais.

Quais são os principais problemas em tomar medicamentos?

Quem toma estimulantes sexuais sem o acompanhamento de um urologista pode ter os seguintes problemas de saúde:

  • Distúrbios visuais;
  • Cor avermelhada nas faces;
  • Nariz entupido;
  • Hipersensibilidade à luz;
  • Taquicardia;
  • Dor de cabeça;
  • Dor nas costas;
  • Zumbido no ouvido;
  • Palpitações.

Aparentemente, são efeitos colaterais suaves. Entretanto, pessoas que têm problema cardíaco, por exemplo, podem ter graves complicações, bem como as que têm problemas circulatórios, problemas de visão, etc.

Dependência de medicamentos

Cabe lembrar que a utilização regular de medicamentos pode causar dependência e isso inclui os estimulantes sexuais.

Infelizmente, há bastantes homens que não têm necessidade de usar esses comprimidos, mas que o fazem porque querem uma relação sexual mais duradoura, impressionar o outro, etc.

As consequências da dependência desses estimulantes são iguais às dos outros vícios: complicações na saúde, problemas sociais e familiares, etc.

Como usar com segurança os medicamentos para disfunção erétil?

xtrasize originalEsses medicamentos só podem ser usados com segurança se são extremamente necessários: se o homem consegue ficar com o membro ereto e a sua relação sexual dura pelo tempo necessário, não se deve usar estimulantes.

Para os que realmente precisam desse artifício, é importante consultar um urologista previamente e fazer exames para saber qual é a razão da impotência.

É apenas com essa informação que o especialista poderá escolher o estimulante adequado, a dose ou até recomendar outro tratamento.

No caso dos homens que têm disfunção erétil por causas psicológicas, é necessário buscar terapia.

Opções de tratamento sem medicamentos

Como forma de amenizar o problema de disfunção erétil, muitos homens estão apostando nos efeitos das cápsulas. Esses suplementos têm ganhado a confiança do público masculino e estão se estabelecendo com grande intensidade no mercado.

Para contextualizar o atual panorama, trazemos um depoimento mostrando as vantagens de um dos produtos mais conhecidos do mercado, o xtrasize original.

Injeção intra-cavernosa

Os estimulantes sexuais não precisam ser somente comprimidos: existe uma injeção que tem o mesmo efeito e que é chamada de intra-cavernosa.

Os homens aplicam em si mesmos essa injeção alguns minutos antes da relação sexual e a vantagem é que, durante 36 horas, eles poderão responder a estímulos sexuais.

É claro que a ereção não se manterá por todas essas horas ininterruptamente: entretanto, o homem que desejar fazer sexo dentro desse período não precisará de outra dose.

Vale dizer que os prejuízos à saúde causados por essas injeções (quando usadas sem acompanhamento) são os mesmos causados pelos comprimidos.

Como a injeção intra-cavernosa fica por mais tempo no corpo, é possível que cause ainda mais danos em quem não precisa dela.

Existe cura para disfunção erétil?

A cura para a disfunção erétil está relacionada à sua causa: se forem problemas psicológicos, por exemplo, determinada quantidade de sessões de terapia (aliada ao esforço do paciente) pode eliminar completamente a impotência.

Isso também é possível quando a disfunção erétil é decorrente de problemas de saúde: se eles forem tratados, a tendência é que o desempenho sexual melhore.

Porém, há casos nos quais o homem não responde tanto ao tratamento e, dessa forma, precisa buscar soluções paliativas, como os estimulantes intra-cavernosos e os ministrados como comprimidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *